quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

COMO MELHORAR A EXPERIÊNCIA DE COMPRA PELO CLIENTE?

Para que uma marca se mantenha viva e de boa saúde são necessários compradores (quanto mais fieis melhor). Para que esses mesmos compradores escolham a sua marca ela terá que ser forte em alguns aspectos chave. Um desses aspectos é a experiência de compra. Este é um dos aspectos que vai definir muito a vitalidade de uma marca.

© chic.uoll.com.br

Continue a ler o nosso texto e veja algumas dicas que fornecemos para melhorar a experiência de compra na sua loja física ou online:

1 - Tente eliminar possíveis barreiras/entraves (simplifique tudo ao máximo)
No caso de uma loja física é necessário que os produtos estejam facilmente acessíveis, bem visíveis e em quantidade suficiente para não parecer que tem pouca escolha e que dê para ver bem o produto. Deverá ser simples o cliente encontrar aquilo que procura ou ter a possibilidade de se deixar encantar por outro artigo.
O mesmo se passa na loja online. É imperativo que a compra possa ser feita de forma simples, rápida e sem grandes constrangimentos e etapas sem sentido.
Tanto num caso como no outro, o ideal é simplificar ao máximo e deixar tudo fluir, fazendo com que o processo de compra seja directo, agradável e memorável.

© designerpreviews

2 - Tenha sempre resposta para as necessidades do cliente e saiba adaptar-se a elas
Tenha um staff bem treinado para lidar da melhor forma com o público. Crie promoções interessantes, ofereça brindes e não se esqueça das estratégias clássicas dos cartões de fidelização (eles resultam!). No fundo, mostre que o cliente tem muita importância no seio da sua marca.
No que toca à loja online, tenha sempre vários métodos de pagamento e tenha um bom FAQ, para que as pessoas possam obter informação de forma simples e rápida.

3 - Cumpra aquilo que promete
Comunique de forma eficaz e sem exageros desmedidos. Seja honesto e dê destaque ao que o seu produto ou serviço tem de vantagem em relação à concorrência. Desta forma não vai defraudar as expectativas de quem compra.

© modamodeon

4 – Qualidade máxima naquilo que faz
Os produtos, o atendimento, a loja, o site, as redes socais, a forma como comunica... TUDO! Tudo isto deverá ser feito com a máxima qualidade. Trabalhe para aprimorar todos estes aspectos e com isso irá ganhar o cliente pela certa.

5 - Pós-venda interessado e atento
Procurar feedback e prestar a ajuda necessária para que o cliente sinta que fez uma boa compra e que escolheu a marca certa. Afinal de contas ele escolheu-a uma vez, poderá voltar a escolher e poderá ainda recomendar a amigos ou família. É importante “mimar” todos os clientes. É desta forma que vai conseguir que eles criem uma ligação à marca e se tornem fieis seguidores.

© onegociodovarejo.com.br

Se tudo isto corresponder ao esperado, então a sua loja irá estar repleta de clientes e a sua marca estará nas bocas do mundo (pelos melhores motivos!). O seu êxito está a um pequenos passos de distância, aproveite!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

O CLIPPING DE IMPRENSA


Clipping é uma acção importante de recolha de informação sobre um determinado tema ou marca. Normalmente a informação mais importante para uma marca é aquela que sai na comunicação social ou em blogs de referência. Ese trabalho de clipping é determinante para que as marcas possam estar a par de tudo aquilo que é dito sobre elas, se uma das suas acções resultou, qual o feedback sobre um ou outro produto... enfim, existe uma infindável quantidade de exemplos.

Por outro lado, caso uma marca esteja associada a uma Agência de Comunicação ou Assessoria de Imprensa, o clipping poderá ser uma excelente forma de avaliar a sua performance e perceber se o investimento que está a fazer está a resultar. Com o clipping é possível aferir o resultado da comunicação que é feita.





















Com efeito, nem sempre o facto de os resultados não serem imediatos quererá dizer que houve um mau trabalho da Agência. Isto poderá estar relacionado com o interesse que este ou aquele meio de comunicação teve ou não em noticiar algo.

Por norma, as Agências têm uma boa rede de contactos que lhes permite mais facilmente chegar ao contacto com os media e fazer-lhes chegar a informação de uma fonte segura. Isso também é importante para quem vai publicar a peça jornalística.


A grande vantagem do clipping é que uma marca poderá ter uma noção muito rápida de como está a ser falada, podendo daí retirar muitas conclusões sobre o caminho que pretende seguir. Ainda assim, é importante não esquecer que ao ser feita essa recolha de informação ela poderá ser partilhada com clientes, fornecedores, colaboradores... Será uma óptima “operação de charme” poder partilhar este ou aquele artigo que saiu numa revista de referência ou num blog trendy.

Atenção, saber sempre o que se passa com a própria marca e estar atento ao que se diz sobre ela é muito importante para o sucesso da mesma!


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

EVENTOS EM LOJA – UMA ESTRATÉGIA VENCEDORA



Todos nós já passámos por uma loja onde estava a música alta (como se de uma festa se tratasse) ou onde estavam a convidar o público a entrar na loja e participar em determinado evento que estaria a acontecer. Isto é algo que se passa com alguma frequência.
Será esta uma boa estratégia que as marcas adoptam para atrair a atenção do público? É a isso que vamos responder em seguida!



Se bem planeada e executada, estas podem ser acções muito fortes do ponto de vista estratégico. É garantido que uma multidão adira e entre na loja onde decorre o evento ou a acção – e é isso que a marca deseja! Uma excelente oportunidade para divulgar um novo produto, uma promoção específica, festejar uma data especial ou entrar no espírito de uma determinada altura do ano. Estes são todos bons pretextos para se promover um evento, em loja.

As possibilidades para esses eventos são imensas e estão dependentes da criatividade de quem as planeia. Poderá ser música ao vivo, distribuição de vales, ofertas, brindes, poderá ser qualquer tipo de animação e interacção – as possibilidades são mesmo muitas e estão dependentes do target da marca e do seu objectivo para a acção.

No que toca à execução propriamente dita, teremos que ter em linha de conta que tudo deverá ser muito bem preparado e divulgado. Desta forma o público irá aderir de uma forma mais consistente.


Não se esqueça que esta poderá ser uma excelente oportunidade para revitalizar a sua marca e captar novos clientes ou de simplesmente “mimar” os clientes já existentes. No fundo, o que poderá esperar é uma ou mais lojas cheias, muito animadas e com francas possibilidades de vendas. Se tudo correr como planeado, verá que no final do dia vai compensar largamente o investimento que fez para que o evento estivesse perfeito.


sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

OS BENEFÍCIOS DO BRANCO NO WEBDESIGN

Website da Levis

Muitos dos sites por onde passa quando está a navegar apresentam demasiados elementos que o fazem cansar facilmente, de o ler ou de simplesmente “passear” por lá. Infelizmente, isso é mais comum do que aquilo que à primeira vista parece. Uma das causas principais de tal acontecer é uma errada utilização dos espaços em branco.
A correcta utilização do espaço em branco é fundamental para que a leitura, experiência de navegação e usabilidade seja a mais fluída e agradável para o utilizador.
Para alcançar esse tipo de estrutura deverá ter em atenção estes três pilares:

.Organizar a informação
Dar “espaços em branco” entre os vários elementos do site vai permitir que tudo se torne mais harmónico, agradável e legível. Isto será importante quer ao nível dos destaques ou espaçamento entre elementos e também para hierarquizar a informação e balancear o próprio site.

Interior do website da Levis

.Descansar o olhar
Ter margens razoáveis em volta do site é importante para criar espaços onde as pessoas possam “descansar o olhar” e ter uma experiência de navegação muito mais positiva e menos cansativa. Não se deve sobrecarregar demasiado o ecrã, evitando o risco de o tornar demasiadamente confuso e pouco atraente.
Isto serve também para que o olhar “se liberte” de todas as outras cores que poderão existir no site.

Interior do website da Meller

.Concentrar a atenção
A divisão da informação com “brancos” vai permitir que as pessoas saibam para onde olhar e vai simplificar o processo de navegação. Esta é também uma forma de fazer destacar aquilo que pretende e também de “controlar” um pouco a forma como o utilizador pensa e executa acções no site. Pode ser uma estratégia de antecipação que poderá resultar muito bem.
Por outro lado, isso dá também um ar mais cuidado e profissional ao site.

Interior do website da Meller

Concluindo, podemos dizer que se queremos manter os nossos leitores/utilizadores atentos, interessados e fieis ao nosso website, temos que tornar tudo optimizado e adaptado à navegação, facilmente legível e nada cansativo. Isso vai permitir que as pessoas gostem da experiência, que a partilhem e que voltem ao site, fazendo com que as suas vendas aumentem, reforçando assim o valor de uma marca.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO EM TEMPOS DE CRISE

Fonte: agência FBK

Dizem que o pior da crise económica internacional já passou, ainda assim ela não acabou totalmente. Vivemos numa altura muito diferente daqueles “tempos áureos” de umas décadas atrás. Este cenário colocou as marcas num patamar diferente em termos de comunicação com o público. Antigamente, os consumidores tinham muito mais poder de compra e menos acesso a informação, cenário que hoje em dia não se verifica. Houve uma alteração de paradigma, o poder de compra tornou-se menor e a informação é muitíssimo mais enraizada e massificada.

É neste contexto que as marcas actuam. A concorrência é cada vez mais feroz, o consumidor é cada vez mais atento e selectivo e as facilidades de outrora já não existem. Actualmente existe a necessidade imperativa de as marcas comunicarem de maneira mais segmentada e criativa e é desta forma que vão cativar a sua franja de público, é assim que vão conseguir superar a concorrência e é desta maneira que vão conseguir manter a sua posição no mercado.

Fonte: blog do acelerato

Podemos então perceber que numa altura como esta (por ventura, até mais do que nunca) é fundamental continuar ou até reforçar a aposta na comunicação. Assim irá conseguir vencer os desafios que se colocam às marcas, através de um público de exigência máxima.
Chegar até ele e saber como conquistá-lo são dois aspectos que as marcas deverão dar a máxima atenção.

Neste cenário, trabalhar com profissionais experientes e capazes é meio caminho andado para o alcançar do sucesso de uma marca. Profissionais que “tratem a comunicação por tu” são aqueles que irá querer ter junto da sua marca - juntos vão conseguir destacar-se no contexto económico actual.

Contacte-nos!


quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

COMO CRIAR UM VÍDEO VIRAL

Este é o sonho de qualquer marca e até de muitos dos “comuns mortais”! Alguns conseguem, outros tentam, tentam, tentam... e não conseguem. Conseguir elaborar um vídeo que consiga atingir o status de “viral” requer muito trabalho, esforço e, sobretudo, criatividade máxima (por vezes, acontecem situações do dia-a-dia que se podem tornar virais, no entanto esse tipo de situação dificilmente será aplicado a uma marca).
Os benefícios inerentes ao sucesso do vídeo são muitos. A marca consegue ser falada por muita gente e consegue ser muito partilhada nas redes sociais ou até mesmo nos media mais tradicionais.
Para que isso seja conseguido existem alguns passos que são fundamentais serem dados e são alguns desses passos que vamos indicar já, já, já - ora veja:

1 – Preparação
É necessário que exista uma ideia pensada e trabalhada, que deve assentar na supressão de uma necessidade que o nosso público possa ter ou num apelo emocional que faça com que as pessoas se identifiquem com determinada situação. Outra abordagem que poderá resultar é a inclusão de humor, mistério ou desafio. Tudo isto fará com que o público se interesse pelo vídeo e, em última instância, pela sua marca, conteúdo, produto... resultando em vendas (assim se espera).
Também já deverá ter uma ideia como se vai processar a divulgação (para ajustar a execução ao formato e plataforma)

2 – Execução
Fundamental seguir o plano traçado e encaminhar essa execução para profissionais experientes e capazes de desempenhar o trabalho na perfeição. Só assim irá ter os melhores resultados possíveis. É importante escolher bem a música ou efeitos sonoros e efectuar uma montagem que “aguce o apetite” a quem está a ver. É desta forma que vai conquistar a sua atenção.
Criatividade, destreza e experiência são muito importantes neste tipo de conteúdo.

3 – Divulgação
Depois de cumprir na perfeição os dois pontos anteriores, é necessário proceder-se a uma divulgação eficaz do vídeo e esperar que o público comece a “trabalhar”- isto é, também eles façam a divulgação. Desta forma o vídeo tornar-se-á viral, a sua marca chegará ao topo e estará nas “bocas do mundo”!

Respeitando estes três conceitos, trabalhando com profissionais experientes e criativos, existirá uma maior probabilidade de o vídeo se tornar viral (nada é garantido, uma vez que estamos sempre a trabalhar no campo das hipóteses). A sua marca vai beneficiar imenso deste tipo de publicidade, quer em termos de notoriedade, quer a nível de vendas. Arrisque, aventure-se e procure alcançar o sucesso.
Do que está à espera para começar?




quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

REBRANDING: AFINAR A ESTRATÉGIA RUMO AO SUCESSO

Hoje em dia o planeamento da estratégia de uma marca já não é feita a pensar num futuro muito alargado no tempo, a volatilidade do período em que vivemos a isso obriga. Saber quando mudar de estratégia comunicativa, imagem ou até mesmo de conceito ou nome, é um óptimo sinal de inteligência e vitalidade para a marca e para a empresa. Muito poucas são as empresas que não passam por rebranding ou processos de mudança que afinam a sua estratégia.


Tendo isto em mente, podemos então questionar em que circunstâncias deve uma empresa optar por um rebrading? A resposta que damos a esta questão é simples: a situação deverá ser muito bem avaliada e estudada, pois “Cada caso é um caso”.
Em primeiro lugar, é necessário tentar perceber se a sua marca tem um potencial que não está a ser aproveitado perante a estratégia que está a adoptar. Em seguida, é importante esclarecer quais os passos que deverá tomar para que se possa inverter a situação. Poderá ser uma mudança de nome, de conceito, de posicionamento, de imagem, de logo... Tanta coisa poderá mudar. O fundamental é saber que caminho deverá trilhar para conseguir alcançar o êxito.


Uma mudança vai sempre trazer os holofotes à marca, vai colocá-la no “spotlight” e vai fazer com que seja falada. Assim sendo, essa mudança será um cenário positivo – e se essa mudança tiver sido bem pensada e executada, ela terá, seguramente, um impacto bastante positivo perante o mercado e perante o target da marca.  


Por outro lado, será também importante adoptar uma atitude agressiva perante o mercado e marcar a sua posição. Desta forma irá elevar o potencial da sua marca e transformá-la (ou reforçá-la) numa referência. Olhe sempre para a frente e projecte um futuro de sucesso – lembre-se que a marca deverá ter uma comunicação que cubra todos os meios (digitais e físicos) existentes e se mantenha forte em todos eles.

Finalmente, e como é perceptível, este rebranding deverá ser encarado com muita seriedade, uma vez que é algo muito sério e que acarreta alguns riscos. Sendo assim, deverá rodear-se de pessoas capazes e experientes no mercado, para que esta mudança possa ser bastante frutuosa. Caso contrário, os resultados poderão não ser os esperados. Exige-se um bom planeamento e uma boa execução para contrariar isso e desta forma projectar a sua marca para “altos voos”.


quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

AUMENTAR A REPUTAÇÃO DE UMA MARCA

Fonte: Bronze Branding

Desde sempre que a reputação de uma marca é fundamental para que o êxito lhe bata à porta. Conhece alguma marca com muito má fama e que tenha imenso sucesso? Pois... é difícil.
A boa reputação de uma empresa não surge do nada, ela é trabalhada e solidificada através de alguns princípios básicos que devem ser respeitados ao máximo. E esses princípios são bem mais simples do que aquilo que poderá imaginar! No entanto, muitas vezes, as empresas esquecem-se de os aplicar. São esses princípios que vamos enunciar em seguida, tome nota:

1 – Prometer apenas aquilo que pode cumprir
Parece senso comum, mas nem todas as marcas o fazem. Quando o princípio de confiança entre a marca e o cliente é quebrado de forma sistemática, a reputação da marca cairá de forma dramática. O ideal é que a marca não exagere nas promessas e realce da melhor maneira aquilo que tem de positivo. Esta é a melhor maneira de manter o consumidor contente e fiel.

2 - Tratar todos os clientes por igual
Esta é uma premissa fundamental. Nunca se deve tratar o cliente de uma forma diferenciada de outro. Não existe nada pior que um cliente saber que outro tem um benefício que ele não teve... e, infelizmente, isso é muito mais comum do que aquilo que se possa pensar...

Mensagens dos nossos Clientes a propósito dos 20 anos da Q'ria

3 – Qualidade
Sempre com qualidade máxima. Assim se conquista a confiança do cliente e se consegue aumentar a reputação de uma marca. Tome como exemplo a Sony e a sua reputação relacionada com aparelhos de electrónica. Quando compra Sony sabe que está a comprar qualidade e isso advém da sua excelente reputação. Essa grande qualidade vai ajudar a que uma marca se torne uma referência na sua área de actuação e assim sendo, podemos concluir que nunca, mas nunca, se deve descurar a qualidade.

4 - Preço justo
O preço não deve ser exagerado. Se ele for muito acima do praticado pela concorrência, sem nada que o justifique, então isso será “meio caminho andado” para uma grande perda de credibilidade. Estabeleça um preço justo, que corresponda às expectativas do seu target e aumente assim a sua reputação e interesse da sua marca junto do cliente.

Fonte: Borboletas no Estômago

5 – Transparência
Ter todos os contactos sempre visíveis, ter uma boa assistência técnica e um suporte ao cliente feito de forma interessada e próxima, bem como um bom atendimento, são pontos fundamentais para que a marca tenha uma excelente reputação junto do cliente.

Cumpra todos estes requisitos e veja a marca impulsionar a sua reputação! Lembre-se que uma boa reputação vai atrair mais clientes, vai gerar mais buzz em torno da marca, vai trazer mais confiança e vai fazer com que as vendas sejam muito maiores – e isso é tudo aquilo que as marcas querem :)


www.qriaideias.com
www.facebook.com/qriaideias

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

DESIGN MINIMALISTA – UMA TENDÊNCIA QUE VEIO PARA FICAR

Fonte: Graphic Design Junction

Ter poucos detalhes requer uma criatividade ainda maior. Este é um desafio que tem vindo a ser colocado ao design. Não de agora que esta tendência minimalista se tem vindo a acentuar, no entanto para o ano é expectável que este tipo de design seja ainda mais utilizado.

Os exemplos mais flagrantes (a grande escala) da utilização de design minimalista são a Google e a Apple. Estas duas marcas de bandeira ditam muitas das tendências que reinam em determinado momento e muitas marcas seguem essa linha e vão seguir essa linha. Por vezes, aquilo que é mais simples e directo é aquilo que tem mais aceitação pelo público – lembre-se que “Less is More”.

Fonte: Speckyboy Design Magazine

Muitas marcas “Premium” optam por este estilo de design, tentando demonstrar a leveza e distinção que os seus produtos apresentam. Não são necessários muitos artifícios gráficos, a qualidade fala por si. É pelo menos isso que elas tentam transmitir.

O design minimalista acaba por ser um grande desafio para os designers, uma vez que requerem uma criatividade muito grande e em poucos traços, padrões e cores. Passar uma mensagem desta forma é um estimulo muito grande para quem tem que criar. Para o consumidor este tipo de design acaba por ser uma forma de entendimento mais simples e mais “clean”.

Temos a certeza que vai começar a estar mais atento ao mundo (se é que já não está) à sua volta para tentar perceber se temos ou não razão! Provavelmente, em sua casa já muita da sua decoração é minimalista. Então dá que pensar, não acha? Será que não está na altura de enveredar por esse caminho no que toca à sua marca? Cá estaremos para o ajudar!

Boas Festas!!


quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

5 CARACTERÍSTICAS DE UM EMPREENDEDOR VENCEDOR

Fonte: empreendedor plus

Ser um empreender capaz de levar a sua ideia/marca a triunfar tem que se lhe diga e não é para todos. São necessárias algumas características e competências que farão a diferença entre a mediania e o topo. É por isso que nem todos conseguem ser empreendedores de sucesso!
Quer saber quais são as características chave? Então continue com a sua leitura:

1 - Ser inovador e não ter medo de arriscar
Conhecer o mercado e procurar ser diferente são características de quem não se conforma e quer sempre mais. Isso é claramente um sinal de que existe espírito empreendedor dentro do individuo.
Essa capacidade de construir valor é essencial para a progressão da marca e do negócio, é assim que ela se vai distinguir do resto e é assim que ela irá ter o seu cunho pessoal.

Fonte: canal do empreendedor

2 - Deve ser orientado e focado nos objectivos
É importante ter uma boa capacidade de planeamento e estar sempre orientado para o cumprimento de objectivos. Procure sempre os melhores conselhos, avalie o mercado, conte com a sua rede de contactos (convém ter uma vasta rede de contactos, é muito importante para conseguir uma maior estabilidade, segurança e “passa a palavra”) e nunca, mas mesmo nunca, perca o norte.

3 - Ter espírito de liderança
Saber ser um líder é essencial. Quem não o é muito dificilmente conseguirá ser um empreendedor de sucesso. Portanto, este é um aspecto em que vai querer investir muito (seja a aprender a ser um líder ou a aprimorar o seu sentido de liderança). Aprenda a delegar responsabilidades, saiba confiar e seja o farol que guia todos aqueles que estão à sua volta e, sobretudo, saiba dar o exemplo.

4 - Ser persistente
Não se deixe abalar por qualquer contrariedade. Relativize as situações e antecipe problemas. Um negócio não se monta de um dia para o outro. Assim sendo, é necessário ter em mente que nem tudo é fácil e que muitos obstáculos vão ter que ser ultrapassados até que consiga chegar a bom porto.

Fonte: minuto produtivo

5 - Ter autoconfiança
Ter confiança nas suas próprias capacidades é meio caminho andado para contagiar os que estão à sua volta. Passar essa confiança e deixar os outros à vontade é muito importante para que ganhe o respeito dos seus colaboradores ou até do seu público. Deixe transparecer a sua aura de vencedor e tenha carisma. Um bom líder tem sempre uma excelente dose de carisma.

Apesar de tudo estas são características que por norma são inerentes à pessoa, poderem não estar todas em si, existe a possibilidade de as vir a trabalhar, desenvolver e aprimorar com o tempo. Tenha confiança em si, trabalhe para o sucesso, seja criativo e com toda a certeza irá vencer.
Sente-se um empreendedor capaz? Então arrisque!